Hotel Fazenda Solar das Andorinhas - O mais Completo Hotel Fazenda do Brasil
Hotel Fazenda Solar das Andorinhas Hotel Fazenda Solar das Andorinhas
   

(19) 3257-1414
(19) 3757-2700
(19) 9 9206-7625


ou
acesse atendimento online


 
 
 
 
Hotel Fazenda Solar das Andorinhas Empresa Cidadã
 
 
Responsabilidade Social
 
 
 
 
 
Hotel Fazenda Solar das Andorinhas
Saiba como indicar o Hotel Fazenda Solar das Andorinhas a seus amigos.

Clique aqui >>
 
 
 
 
 
 
Bom dia! 22 de julho de 2017.
Menção ao Solar das Andorinhas
Quem Somos Histórico Geral Dados Curiosidades
Locais Históricos Menção Jornalística Galeria de Fotos



Autêntica fazenda colonial do século 18, o Solar das Andorinhas dá as boas vindas no melhor estilo: logo na entrada uma tabuleta afirma que “este chão é abençoado, serão felizes todos os que aqui pisarem, porque o meu sinhô era bom”. Quem assina é a escrava Clemilda, que morreu aos 120 anos, em 1956. Certamente ali e, óbvio, não mais como escrava.

Esta frase iluminou minha chegada ao casarão colonial, enorme, puro, pleno de histórias – algumas conhecidas, outras perpetuadas no silêncio de suas grossas paredes.

De tudo brotam as energias de outros tempos e ecoam em nosso presente. Emociona chegar, encher os olhos com o branco e o azul que imperam na fachada, com as cores da terra e com a elegância das palmeiras centenárias. Emociona saber que por ali passaram tantas vidas, viveram-se amores, mesclaram-se suor, lágrimas e risos.

A força da presença dos escravos, e a antiga Fazenda Duas Pontes (o nome com que foi criada) chegou aos 80, não turva seus ares com pesadas lembranças de sofrimento, como ocorre em tantos outros lugares. Não. Ali a luz é permanente, e a atmosfera é leve. E promovem uma espécie de reverência e de muita curiosidade sobre a história não só do casarão, como das outras construções, algumas de influência italiana, já que os imigrantes também deixaram ali a sua marca.

Patrimônio Histórico
As edificações
do Solar das Andorinhas estão preservadas e desde 2004 são tombadas como Patrimônio Histórico pelo CONDEPACC (Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Campinas). A fazenda foi uma das maiores produtoras de café do Estado de São Paulo e hoje é um dos hotéis mais completos do Brasil, com 37 anos de atividade. São 240.000m² de área verde, muita paisagem e um complexo voltado ao lazer, com alta dose de cultura. Seu endereço: km 121 da rodovia que liga Campinas e Mogi-Mirim, a apenas uma hora de São Paulo.

A longa trajetória
A Fazenda Duas Pontes destacou-se na agricultura cafeeira da região, chegando a produzir cerca de 6.500 sacas ao ano.

Depois da abolição da escravatura os italianos assumiram o trabalho de plantar, colher e embarcar o café nas estações da Companhia Mogiana de Estradas de Ferro, cujos trilhos correm paralelos à fazenda. Quando parte de suas terras foi adquirida em 1971, pelo engenheiro Roberto Ceccarelli, ela já havia sido subdividida e passado pelas mãos de vários proprietários. Estava em ruínas. Ceccarelli e sua esposa Lúcia empenharam-se em restaurar as edificações, conservando seu estilo original e, pioneiramente, idealizaram ali um Hotel Fazenda, agora sob o nome poético de “Solar das Andorinhas”.

Os principais locais históricos construídos ao longo do tempo estão lá: as ruínas da senzala, a casa grande, com paredes de 80cm de largura, as casinhas dos colonos, a capela, a escultura de Cristo datada de 1806, a roda d’água, a casa de máquinas, onde está sendo reorganizado o museu. No jardim da entrada, palmeiras imperiais e um magnífico portão. Cada palmeira foi plantada para comemorar um novo ano de colheita, e o portão de ferro batido impunha os limites entre a casa grande e o restante da propriedade. Estão lá também parte do calçamento das antigas estrebarias, as ruínas da serraria e do moinho de fubá, o caramanchão – ou namoradeira – aquele mesmo, do tempo em que o namoro se dava sob estrita vigilância. Cheio de simbologia. E ainda continuam lá folhas dos livros de contabilidade da época dos italianos, escritas com caneta de bico de pena e intactas. Inesperadamente, entre outras preciosidades – num canto da casa de máquinas – cartas emolduradas de Mário de Andrade para Lúcia Fanele Ceccarelli. Ela havia sido sua aluna e se corresponderam entre 1935 e 1944. Dona Lúcia foi proprietária do Solar das Andorinhas até julho de 2006, quando morreu aos 96 anos.

... E enfim, a cozinha dos escravos. Mágica! É ali que os hóspedes hoje tomam café, fazem amizade, trocam idéias. As paredes conservam a fuligem dos velhos tempos (não podem ser pintadas, devido ao tombamento como Patrimônio Histórico e Cultural). O contraste com todo o resto pega fundo. No centro, o mesmo fogão de enormes bocas e as vasilhas de ferro onde se cozinhava a comida dos escravos. A atmosfera é misteriosa, sobretudo à noite, na hora do chá, preparado por Dona Iracema, sorvido em pequenos goles ao sabor de histórias e mistérios da fazenda. Foi parada obrigatória para mim.
Após a morte de Lúcia Ceccarelli, o hotel passa por uma reestruturação, mantendo, porém, como prioridades o bem-estar de seus hóspedes e a própria história, instigante, impregnada nas paredes e nas terras do Solar.

Venha para o Solar!
Aqui, a sua satisfação é a nossa prioridade.
 
--------------------------------------------------------------------------------------
 
Atividades de Aventura no Hotel Fazenda Solar das Andorinhas
 

Bebês no Hotel Fazenda Solar das Andorinhas

 
Aceitamos seu animal de estimação no Hotel Fazenda Solar das Andorinhas
*ANIMAIS DE PEQUENO PORTE
 
PRINCIPAIS ATRAÇÕES
PISCINA COBERTA AQUECIDA
Coberta durante o inverno
QUADRAS ESPORTIVAS ILUMINADAS
PASSEIO NO TREM MARIA FUMAÇA
CIRCUITO HISTÓRICO
EQUIPE DE LAZER 24 HORAS
(nas férias e feriados)

CAVALOS & CHARRETES
CAMPO DE FUTEBOL ILUMINADO
 
Almoço aos sábados no Hotel Fazenda Solar das Andorinhas
 
Veja a localização do Hotel Fazenda Solar das Andorinhas
 
Internet Banda Larga no Hotel Fazenda Solar das Andorinhas
Internet Banda Larga Wireless no Hotel Fazenda!
 
Recepção 24 horas
Recepção 24 horas.
 
Serviço de quarto diário incluído na tarifa do apartamento
Serviço de quarto diário incluído na tarifa do apartamento.
 
Banheiro particular para cada unidade
Banheiro particular para cada unidade.
 
Estadia mínima de dois dias nos finais de semana e sem exigência nos dias de semana
Estadia mínima de dois dias nos finais de semana e sem exigência nos dias de semana.